EU SOU MAÇOM

Certa vez um velho Maçom estava indo para o interior em seu carro, para visitar uma tia doente. A viagem estava tranquila até que no cair da noite seu carro teve problemas mecânicos . O velho Maçom abriu o capô´ mas nada pode fazer, ao sacar o celular notou que estava sem sinal de rede.

Quase sem saber o que fazer surge um farol ao fundo na estrada, para o seu alívio.

Aparece um senhor, vestimenta humilde e rústica . E se dispôs a ajudar o velho Maçom.

O Anfitrião o rebocou o carro do Maçom e o levou até sua casa.

Chegando la preparou o Jantar e deu de comer e beber ao velho Maçom. Beberam um vinho e conversaram até tarde. O indicou para que tomasse um banho e depois lhe mostrou o quarto para descansar e dormir.

No dia seguinte ao acordar, o velho maçom encontra o café da manhã na mesa. Então sentou-se... Leia mais...

A UTILIZAÇÃO DO INCENSO NO TEMPLO MAÇÔNICO

É comum verificarmos a utilização dos incensos tanto pela maçonaria como pelas principais religiões, Católicos, Ortodoxos, Budistas e etc.

A fumaça do incenso tem como representação a elevação de nossos pensamentos ao criador, em contrapartida o aroma serve para a limpeza do ambiente.

Abaixo segue os incensos que são utilizados em Lojas maçônicas e seus significados:

*Alfazema:* Conhecida dos gregos e romanos proporciona relaxamento profundo. Evita stress e nervosismo.

*Benjoim:* Atraem energias positivas e combate as forças negativas. Purifica o ambiente e tem capacidade de colocar as coisas em movimento.

*Mirra:* Eficaz para afastar o mal e quebrar encantos em rituais de magia. Popularmente usado para proteção energética, estimula a intuição.

*Olíbano:* Conhecido como “inc... Leia mais...

SANTOS PADROEIROS DA MAÇONARIA:

SEU SIMBOLISMO E SUA RELAÇÃO COM AS RELIGIÕES

 

Nos antigos “collegia fabrorum” romanos, cada corporação de construtores tinha seu deus ou deuses protetores, como era o caso de Jânus, o maior protetor das corporações de artífices. Seus adeptos celebravam anualmente as festas solsticiais de verão e inverno.
Logo no início do Cristianismo, as associações monásticas, guildas ou confrarias de pedreiros, consideradas como precursoras da Maçonaria Operativa, que estavam vinculadas às obrigações religiosas, passaram a adotar os santos católicos como seus protetores, padroeiro, patronos, os quais alguns eram sucessores dos deuses anteriores e nã... Leia mais...

ACÁCIA SÍMBOLO DA IMORTALIDADE

A Crença da imortalidade da alma tem sido considerada sempre como um dos dogmas mais fundamentais da Maçonaria. Os filósofos antigos não concebiam que poderia transformar-se a alma, quinto elemento segundo os índios e os Egípcios, e declararam-na imortal.

Em certo grau da Maçonaria, a imortalidade se simboliza por um ramo de Acácia. A Acácia é uma planta consagrada como símbolo das cerimônias espirituais. Alguns a confundem erroneamente com a cássia. Este erro tem sido cometido até por escritores ilustres.

A Acácia, na antiguidade, era estimada como árvore sagrada. Crescia abundantemente nas cercanias de Jerusalém, onde se encontra até hoje, sendo muito comum e conhecida. O mundo moderno a usa para fazer a goma arábica. Da Acácia, Moisés ordenou que se fizesse o Tabernáculo, a Arca da Aliança e os demais a... Leia mais...

A Corda de 81 Nós. O que significa, e por que 81 Nós?

Tradicionalmente, na Maçonaria, os operativos empregavam cordas com nós amarrados a distâncias iguais, para efetuar medições das distâncias no canteiro de obras e esquadrejar grandes ângulos. Isso lhes permitia traçar os planos de construção das obras que realizavam por encomenda dos poderosos e, principalmente, da Igreja Católica.

O método é utilizado até os dias atuais por mestres de obra, quando precisam achar o esquadro da fundação de uma obra.

As catedrais antigas eram orientadas de modo que seus eixos ficassem no sentido Oriente-Ocidente e os mestres de obras dominavam as regras da astronomia que lhes permitiam determinar com exatidão a orientação deste eixo. Uma e... Leia mais...

A Corda de 81 Nós. O que significa, e por que 81 Nós?

Tradicionalmente, na Maçonaria, os operativos empregavam cordas com nós amarrados a distâncias iguais, para efetuar medições das distâncias no canteiro de obras e esquadrejar grandes ângulos. Isso lhes permitia traçar os planos de construção das obras que realizavam por encomenda dos poderosos e, principalmente, da Igreja Católica.

O método é utilizado até os dias atuais por mestres de obra, quando precisam achar o esquadro da fundação de uma obra.

As catedrais antigas eram orientadas de modo que seus eixos ficassem no sentido Oriente-Ocidente e os mestres de obras dominavam as regras da astronomia que lhes permitiam determinar com exatidão a orientação deste eixo. Uma estaca era fincada no... Leia mais...

TEMPLO MAÇÔNICO

Durante a Idade Média, os Maçons reuniam-se a céu aberto, nos canteiros de obras dos edifícios em construção.

Em sua fase especulativa, as reuniões passaram a ser realizadas em tavernas, que eram ricas cervejarias providas de quartos, cabeleireiros, salões de leitura e salas de reuniões privadas.

Somente em 1772 a Grande Loja da Inglaterra idealizou a construção do Freemason’s Hall, um edifício de uso exclusivamente maçônico, o qual foi concluído em 1776.

O Templo é o local das reuniões ritualísticas das Lojas maçônicas.

Antes de sua construção deverá passar por um ritual de lançamento e consagração da Pedra de Fundação, que é colocada sempre a nordeste.

Após a sua conclusão, passa por ou... Leia mais...

A IMPORTÂNCIA DAS LUVAS

A Importância das Luvas

 

Olhei em direção a um aglomerado de gente, conversando, reclamando. As pessoas, normalmente, se esquecem do principal: a ajuda. ... Leia mais...

MAÇONARIA: POR QUE OS APRENDIZES SE SENTAM NO NORTE ?

Resultado de imagem para aprendiz maçom

Pesquisa Ir.'. José Humberto de Oliveira. 

15 de Fevereiro 2018.

Porque os aprendizes se sentam no norte?

Qual é o motivo para os Aprendizes se sentarem no Norte?
Essa é uma pergunta muito comum em Loja que costuma receber as mais variadas respostas, algumas totalmente sem nexo…
Kennyo Ismail fonte: Blog no Esquadro Derrubando mitos na Maçonaria
Com exceção do Rito Brasileiro, que inverteu as posições do REAA, os Aprendizes se sentam na Coluna do Norte em todos os demais Ritos. Nos ritos de origem francesa (Escocês, Moderno e Adonhiramita), ele... Leia mais...

AS COLUNAS B e J

Datei:B.jpgDatei:J.jpg

As Colunas B e J 

Pesquisa Ir.'. José Humberto de Oliveira. 

12 de Fevereiro 2018.

A Maçonaria especulativa, da mesma forma que a antiga Maçonaria operativa, inicia muitos obreiros. E assim como entre aqueles antigos mestres da Arte Real, também os modernos obreiros dessa Augusta Arte não são todos eleitos, embora todos sejam iniciados. O obreiro da Arte Real hoje, inicia-se como aprendiz e continua a ser eternamente um aprendiz. É no decorrer do desenvolvimento da cadeia iniciática que o iniciado poderá obter ou não a sua iluminação. Essa iluminaç&ati... Leia mais...